TRINCHEIRA INDUZIDA COM GEOSSINTÉTICOS – TIG: REVISÃO DO MÉTODO E ESTUDO PARAMÉTRICO

Eder Chaveiro Alves, Alexandre Garcês de Araújo

Resumo


Os serviços logísticos no Brasil contam com cinco modais, sendo eles: rodoviário, ferroviário, aquaviário, aéreo e dutoviário. O modal dutoviário é, dentre os modais, o que tem a capacidade mais alta, sendo ideal para transportar produtos para longas distâncias e em grandes quantidades com baixo custo. Durante os anos vem se estudando alternativas para diminuir o custo de implantação dos dutos e facilitar a manutenção durante a operação. Este trabalho apresenta um estudo paramétrico de uma técnica de instalação de dutos enterrados com Trincheira Induzida com Geosintéticos – TIG, baseada na instalação Geovala. A técnica permite a criação de uma Região de Inspeção Direta – RID sobre o topo do duto enterrado, possibilitando a inspeção direta e a instalação de sensores de monitoramento no duto, sem provocar danos nos mesmos. Através de um programa computacional, desenvolveu-se ábacos de dimensionamento para estimar a tração máxima - TMAX no geossintético e a rigidez axial à tração - RAT necessária para uma deformação central admissível do geossintético de 10% da largura do RID, considerando um carregamento rodoviário de trem tipo 45 tf. As principais vantagens da técnica apresentada são a redução do impacto ambiental, do custo e tempo de execução e possibilidade de uma melhor inspeção direta dos dutos.

Palavras-chave


Modal Dutoviário; Região de Inspeção Direta; Geossintético; Tração Máxima; Sobrecarga Rodoviária

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254782rmetg2020vol5n81287

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Eder Chaveiro Alves, Alexandre Garcês de Araújo

Revista Mundi Engenharia, Tecnologia e Gestão ISSN 2525-4782

Qualis: B4 - Interdisciplinar, B5 - Geografia, B5 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo, B5 - Comunicação e Informação, B5 - Engenharias III