COMPORTAMENTO DO ÍNDICE DE CONFIABILIDADE DE PILARES DE CONCRETO ARMADO EM FUNÇÃO DO TEMPO DE CARREGAMENTO

Leandro Candido de Lemos Pinheiro, Mauro de Vasconcellos Real, Fábio Costa Magalhães

Resumo


Este estudo tem como objetivo principal avaliar o comportamento do índice de confiabilidade de pilares de concreto armado em função do tempo em que permanecem carregados. Com isso busca-se inferir se parâmetros como índice de esbeltez, resistência à compressão do concreto e taxa de armadura afetam a variação da confiabilidade destas estruturas ao longo do tempo de carregamento, bem como estabelecer uma idade onde ocorra uma estabilização aceitável dos valores dos índices de confiabilidade. As simulações foram realizadas no software ANSYS, tendo sido os modelos constitutivos do concreto inseridos através da ferramenta USERMAT e baseados no CEB-FIP Model Code 2010, CEB-FIP Model Code 90 e em Bazant e Prasannan (1988). Os valores de β foram determinados através do Método da Superfície de Resposta em conjunto com o método FORM (First Order Reliability Method). Os resultados mostraram que as quedas mais significativas dos valores de β acontecem nos primeiros 900 dias de carregamento, principalmente em casos onde ocorrem valores de índices de confiabilidade mais baixos. Estabeleceu-se 1800 dias como tempo final de carregamento para um estudo de confiabilidade de pilares de concreto armado sob cargas de longa duração, com a segurança de que este valor representa de forma satisfatória os valores de β aos 50 anos de idade, bem como diminui o custo computacional na análise destas estruturas.


Palavras-chave


Pilares de concreto armado; Cargas de longa duração; Confiabilidade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254782rmetg2020vol5n81382

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Leandro Candido de Lemos PINHEIRO

Revista Mundi Engenharia, Tecnologia e Gestão ISSN 2525-4782

Qualis: B4 - Interdisciplinar, B5 - Geografia, B5 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo, B5 - Comunicação e Informação, B5 - Engenharias III