A CONSTRUÇÃO DO CAMPO CIENTÍFICO E O FEMINISMO

Josiane de Souza Surmani, Cíntia de Souza Batista Tortato

Resumo


Resumo: A questão central deste trabalho é compreender como o campo científico é construído em relação ao gênero e como as teorias feministas se relacionam com o campo científico. Para alcançar este objetivo analisar-se-ão alguns elementos do campo científico que as teorias feministas discutem, dentro do enfoque Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS). O texto se divide em três partes. A primeira parte apresenta o conceito de campo científico, construído pelo sociólogo francês Pierre Bourdieu, questionando sobre as relações sociais da atividade científica. A segunda parte trata da introdução das teorias feministas no campo científico e os mecanismos de invisibilidade da mulher na ciência. A terceira parte aborda algumas contribuições das teorias feministas para a Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS). A exclusão e invisibilidade da mulher no mundo da ciência contribuíram para a construção de algumas estratégias epistemológicas das teorias feministas e construção de uma ciência democrática, denunciando a imparcialidade da ciência e seus valores baseados no masculino. A construção da epistemologia feminista parte da necessidade de incluir novos grupos e métodos analíticos, que possam compreender como a ciência é construída e avançar para uma sociedade que abarque e valorize as diferenças. Os estudos de CTS permitem levantar questionamentos abrangentes, o que possibilita mudanças sociais importantes.


Palavras-chave


Epistemologia. Feminismo. CTS.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254782rmetg2018vol3n1525

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Josiane de Souza Surmani

Revista Mundi Engenharia, Tecnologia e Gestão ISSN 2525-4782

Qualis: B4 - Interdisciplinar, B5 - Geografia, B5 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo, B5 - Comunicação e Informação, B5 - Engenharias III

 

Bases indexadas