IDENTIFICANDO HUBS NA REDE MARÍTIMA DA CABOTAGEM BRASILEIRA UTILIZANDO TIME-VARYING GRAPHS

Carlos César Ribeiro Santos, Hernane Borges de Barros Pereira, Marcelo do Valle do Valle Cunha

Resumo


O estudo de Redes de transporte marítimas tem trazido diversas possibilidades de contribuições para setores logísticos. Este trabalho mostra como identificar e analisar os portos de maior relevância ao longo do tempo, através da modelagem de um grafo variante no tempo. Os dados foram coletados nos registros da Agência Nacional de Transportes Aquáticos (ANTAQ), mês a mês, entre os anos de 2010 e 2015. Os vértices das redes são os portos e as arestas são dirigidas de um porto a outro quando acontece uma viagem entre eles.Os resultados exibem os portos que consideramos Hubs em cada mês deste intervalo, ou seja, aqueles que mais se conectaram com outros, através de viagens entre eles. A evolução do número de conexões de cada vértice da rede ao longo do tempo, mostrada aqui, revela a dinâmica do transporte marítimo brasileiro e possibilita auxiliar gestores logísticos na tomada de decisão na movimentação de contêineres por cabotagem entre os principais portos na costa brasileira.

Palavras-chave


Redes Marítimas. Cabotagem. Grafos Variantes no Tempo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254782rmetg2018vol3n2549

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Carlos César Ribeiro Santos, Hernane Borges de Barros Pereira, Marcelo do Valle do Valle Cunha

Revista Mundi Engenharia, Tecnologia e Gestão ISSN 2525-4782

Qualis: B4 - Interdisciplinar, B5 - Geografia, B5 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo, B5 - Comunicação e Informação, B5 - Engenharias III

 

Bases indexadas