ANÁLISE DA EFICIÊNCIA OPERACIONAL DOS CURSOS DE DIREITO DO ESTADO DE MINAS GERAIS POR MEIO DA ANÁLISE ENVOLTÓRIA DE DADOS

Aguinelo Antônio de Sousa, Gisele Tessari Santos

Resumo


A educação formal provoca impactos diretos na economia de um país, se tornando, assim, algo de grande relevância. Este fato destaca a importância de se avaliar a eficiência de cursos das instituições de ensino superior (IES). Este trabalho teve como objetivo determinar o índice de eficiência relativa dos cursos de direito de Minas Gerais (MG), Brasil, identificar os cursos benchmarks e a partir destes resultados, determinar um ranking de eficiência entre os cursos de direito de MG. Para tal análise, utilizaram-se os modelos clássicos, CCR e BCC, da técnica de Análise Envoltória de Dados (Data Envelopment Analysis) (DEA), ambos orientados à saída (output). Foram analisados 125 cursos de direito. Sob a ótica dos dois modelos utilizados, apenas 12% dos cursos foram considerados 100% produtivamente eficientes. A média de eficiência dos cursos obtida pelos modelos CCR e BCC foi de 79% e 84%, respectivamente. Resultados obtidos por meio da resolução dos modelos matemáticos apontam grandes oportunidades para melhoria dos cursos ineficientes. Portanto, os resultados deste estudo podem auxíliar à tomada de decisão apontando possíveis mudanças organizacionais que visem o aumento da eficiência dos cursos de direito analisados.

Palavras-chave


Análise Envoltória de Dados. Eficiência. Benchmark. Ranking. Instituição de Ensino Superior.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254782rmetg2020vol5n5995

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Aguinelo Antônio de Sousa

Revista Mundi Engenharia, Tecnologia e Gestão ISSN 2525-4782

Qualis: B4 - Interdisciplinar, B5 - Geografia, B5 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo, B5 - Comunicação e Informação, B5 - Engenharias III