SILÍCIO FOLIAR EM DIFERENTES CULTIVARES DE TRIGO

Thomas Newton Martin, Jessica Deolinda Leivas Stecca, Evandro Ademir Deak, Lucas Allan Brunnig, Pedro Gardin Alessio

Resumo


A nutrição vegetal é importante para o crescimento e desenvolvimento das plantas. Aliado a isso, para obtenção de produtividades elevadas é necessário que não existam restrições bióticas e abióticas que afetem os componentes de rendimento das culturas. O silício embora não reconhecido como elemento essencial, é benéfico às plantas. Objetivou-se avaliar as alterações provocadas na estatura das plantas, na massa de hectolítro e nos componentes de produtividade da cultura do trigo pela aplicação foliar de silício. Os tratamentos foram distribuídos em um modelo bifatorial (15 x 2), em delineamento blocos ao acaso com quatro repetições, sendo o primeiro fator constituído por 15 cultivares de trigo (Sinuelo, TEC Frontale, Ametista, BRS 331, Quartzo, Mestre, Toruk, TEC 10, DNA Oro, Sintonia, Iguaçu, Prisma, Parrudo, TEC 6219, BRS 327) e o segundo por aplicação ou não de silício.  As variáveis avaliadas foram número de plantas, estatura de plantas, número de espigas, produtividade de grãos, massa de mil grãos e massa de hectolitro. Os componentes de produtividade não foram alterados pela aplicação foliar de silício. A massa de hectolítro de algumas cultivares apresentaram acréscimos devido ao fornecimento de silício. As demais diferenças observadas são atribuídas às variações entre as cultivares de trigo.


Palavras-chave


Triticum aestivum L.. adubação foliar. manejo nutricional.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254790rmmaa2020vol5n21000

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Thomas Newton Martin

Revista Mundi Meio Ambiente e Agrárias ISSN 2525-4790

Qualis: B2 - Sociologia, B4 - Interdisciplinar, B5 - Geografia, B5 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo