USO DE TÉCNICAS VEGETATIVAS NA RECUPERAÇÃO DE SOLO DE TALUDE AS MARGENS DA RODOVIA BR 381 EM MINAS GERAIS

Alexandre sylvio vieira, antonio pereira neto

Resumo


Os estudos de impactos ambientais em relação à construção das estradas, devem ser encarados avaliando-se a dimensão dos investimentos em função da região e dos efeitos negativos ao meio ambiente.  Este trabalho foi realizado em um talude da estrada BR 381 na região Leste de Minas Gerais onde o solo foi caracterizado como Argissolo vermelho amarelo. Foram utilizados os tratamentos: Monocultivo da braquiaria, leucena, crotalária e guandu além dos cultivos da leucena, braquiaria, crotalaria e guandu consorciados. Foram construídos sulcos na horizontal com distância de 0,5 metro seguido de semeadura adensada. Após 18 meses de desenvolvimento das plantas, foram coletados amostras de solo para determinação de suas características de densidade aparente e capacidade de retenção de água nas linhas de plantio e entrelinhas. A presença das plantas beneficiou as características físicas do solo nas linhas de plantio como densidade aparente e retenção de água com exceção da cultura da leucena.  A redução da capacidade de reter água dos solos foi observada nos solos adensados das entrelinhas, o mesmo não ocorrendo com os solos das linhas de plantio, local de desenvolvimento das raízes. Na linha de plantio do Guandu, os valores de retenção de água foram 23% superiores quando comparado a capacidade de retenção de água das entrelinhas de cultivo.


Palavras-chave


Gramíneas, leguminosas, encosta de estradas, manejo do solo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254790rmmaa2019vol4n2691

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Alexandre sylvio vieira, antonio pereira neto

Revista Mundi Meio Ambiente e Agrárias ISSN 2525-4790

Qualis: B2 - Sociologia, B4 - Interdisciplinar, B5 - Geografia, B5 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo