PERCEPÇÃO DOS PESCADORES EM RELAÇÃO AOS EVENTOS METEOROLÓGICOS DE SHANGRI-LÁ, PONTAL DO PARANÁ.

Fabiola Zene Mayer, Marcelo Sandin Dourado, Allan Paul Krelling

Resumo


O ser humano historicamente observa seu ambiente para prever e identificar a ocorrência dos eventos meteorológicos. Com isso, estabeleceu uma relação com o meio que o cerca, devido a influência que os fatores meteorológicos possuem sobre a realização de suas atividades cotidianas, sobretudo para aquelas que dependem diretamente do tempo, como a agricultura, pesca, transporte e turismo. Na região do litoral do Paraná, umas das principais atividades econômicas é a pesca artesanal. Para garantir uma maior segurança na navegação, os pescadores necessitam saber a previsão diária do tempo. Sendo assim, pressupõe-se que as comunidades pesqueiras utilizam saberes tradicionais para prever possíveis mudanças meteorológicas. Esses saberes são estudados pela Etnometeorologia, a qual é definida como a análise da percepção cultural sobre os eventos climáticos e meteorológicos. O presente trabalho teve como objetivos (i) identificar os eventos meteorológicos citados pelos pescadores da comunidade de Shangri-lá e (ii) investigar as relações desses eventos com estudos científicos. Para realizar o estudo, utilizou-se o método de coletas de dados através de entrevistas semi-estruturadas, as quais passaram por um teste piloto, sendo finalmente aplicadas na comunidade alvo. Observou-se que os pescadores dispõem de métodos para a observação do tempo, utilizando de linguagem própria para se referir às frentes frias, chamando-as de “Rebojo”. Tal evento foi analisado mais a fundo, constatando que existe relação entre conhecimento tradicional e estudos científicos. Conclui-se assim, que o conhecimento tradicional é de grande importância para a comunidade, especialmente em relação ao tempo e ao clima.

Palavras-chave


Etnometeorologia; Pescadores; Meteorologia;

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254790rmmaa2019vol4n21113

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Fabiola Zene Mayer, Marcelo Sandin Dourado, Allan Paul Krelling

Revista Mundi Meio Ambiente e Agrárias ISSN 2525-4790

Qualis: B2 - Sociologia, B4 - Interdisciplinar, B5 - Geografia, B5 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo