EFICIÊNCIA PRODUTIVA DA CANA-DE-AÇÚCAR NA BACIA DO ALTO PARANAPANEMA

Maikon Renan de Almeida Benfica, Daniel Silveira Pinto Nassif, Nilton Cezar Carraro, Edenis Cesar de Oliveira

Resumo


Com a expansão da cultura da cana-de-açúcar no cenário nacional e internacional, impulsionaram-se pesquisas relacionadas ao seu crescimento e desenvolvimento em diferentes locais do globo. Estes estudos, muitas vezes são onerosos e demandam de diversos anos para serem concluídos. Para tanto, cada vez mais os modelos de produtividade de culturas vem sendo utilizados. O objetivo do presente trabalho foi o de avaliar o crescimento e desenvolvimento da cultura cana-de-açúcar na região da bacia do Alto do Paranapanema baseado em índices biométricos da cultura para as safras de até 2008/09 até 2017/18 baseadas no modelo das Zonas Agroecológicas do boletim da FAO 33. Os resultados da pesquisa apontam para uma região com produtividade atingível acima da média do estado de São Paulo, chegando a 112 Mg ha-1 em um comparativo histórico de 9 safras, com eficiência produtiva entre 61 e 86%. A região estudada demonstrou ser de grande potencial produtivo para a cultura da cana-de-açúcar como alternativa à produção agrícola.


Palavras-chave


Saccharum officinarum; Eficiência produtiva; Bacia do Alto Paranapanema

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254790rmmaa2020vol5n2941

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Maikon Renan de Almeida Benfica, Daniel Silveira Pinto Nassif, Nilton Cezar Carraro, Edenis Cesar de Oliveira

Revista Mundi Meio Ambiente e Agrárias ISSN 2525-4790

Qualis: B2 - Sociologia, B4 - Interdisciplinar, B5 - Geografia, B5 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo