Prevalência de consumo de álcool e tabaco em estudantes universitários da cidade de Porto Velho – RO

Ítalo Diógenes Gomes da Silva, Karina Negrão Zingra, Karina Gabriela Giron, Nilton Sebastião Neto, Rafael Ademir Oliveira de Andrade, Arlindo Gonzaga Branco Junior

Resumo


Resumo: O presente trabalho visa descrever a prevalência do consumo de álcool e tabaco em estudantes do curso de medicina do Centro Universitário São Lucas. Trata-se de um estudo exploratório, descritivo onde foi aplicado um questionário após a assinatura do termo de consentimento livre e esclarecido que avaliou a taxa de elitismo e tabagismo entre os estudantes de medicina de uma instituição de ensino superior do estado de Rondônia. O estudo evidenciou que o início do consumo dessas substâncias se deu majoritariamente entre os 16 e 18 anos de idade (61,93% para álcool e 54,8% para o tabaco). Os resultados também evidenciaram que o uso de apenas bebidas alcoólicas (80,74%) é superior do uso apenas de tabaco. Em relação a bebida preferidas dos alunos a vodka obteve 50,46% de preferência. Diante do exposto, é uma realidade o uso de bebidas alcoólicas e tabaco por acadêmicos de Medicina da instituição estudada, revelando o início precoce na utilização dessas substâncias. Este estudo pode ser um incentivo para novas pesquisas e ajudar a traçar medidas profiláticas, como programas educacionais, contra o uso de álcool e tabaco em estudantes da área da saúde

Palavras-chave


Consumo de álcool e tabaco; estudantes; saúde e educação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254766msb2020vol5n11150

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Mundi Saúde e Biológicas (ISSN: 2525-4766)

Revista Mundi Saúde e Biológicas ISSN 2525-4766

 

Bases indexadas