ESTUDO FITOQUÍMICO E ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DE EXTRATO ETANÓLICO DE Genipa americana

Francisco Victor França

Resumo


O objetivo deste estudo foi investigar as principais classes de compostos químicos bem como avaliar, in vitro, a atividade antioxidante do extrato bruto das folhas de Genipa americana. Para tanto, as folhas foram submetidas à extração a frio, utilizando etanol comercial, para obtenção do extrato bruto que foi submetido à análise Fitoquímica para identificação de fenóis, flavonoides, taninos, alcaloides, triterpenos e esteroides. A determinação da atividade antioxidante do extrato etanólico foi realizada qualitativamente por Cromatografia de Camada Delgada (CCD), e in vitro, pelo método de captura do radical DPPH e o índice de varredura (%IV) foi calculado utilizando o programa estatístico GraphPad Prism. A prospecção Fitoquímica do extrato bruto revelou a presença de compostos fenólicos, flavonoides, taninos e alcaloides. A determinação qualitativa por CCD sugeriu a presença de compostos com atividade antioxidante. O extrato bruto demonstrou baixa atividade antioxidante se comparado ao padrão quercetina. Conclui-se que o extrato bruto das folhas de Genipa americana apresenta compostos com potencial antioxidante.

Palavras-chave


Genipa americana. Fitoquímico. Atividade Antioxidante

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254766msb2017vol2n2393

Apontamentos



Direitos autorais 2017 Revista Mundi Saúde e Biológicas (ISSN: 2525-4766)

Revista Mundi Saúde e Biológicas ISSN 2525-4766

 

Bases indexadas