APLICABILIDADE DAS PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES NOS SERVIÇOS DE ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE: REVISÃO DE LITERATURA

Joaquim Pedro Ribeiro Vasconcelos, Bruna Carvalho Barros Rosa Nobre, Olga Maria Ramalho de Albuquerque

Resumo


Introdução: As Práticas Integrativas e Complementares constituem estímulos naturais de prevenção de agravos e recuperação da saúde por meio de tecnologias, cuja implementação fortalece também a promoção à saúde, indo sua aplicação além da doença e dos aspectos curativos que envolve o processo saúde-doença. A Atenção Básica se constitui como o ponto de atenção à saúde mais próximo dos determinantes e condicionantes de saúde da população, visando o alcance da integralidade. Objetivo: analisar na literatura os aspectos gerais abordados acerca da utilização das práticas integrativas e complementares na atenção básica. Métodos: Trata-se de uma revisão da literatura, a partir de estudos secundários publicados na Biblioteca Virtual em Saúde no período compreendido entre 2010 a 2016. Resultados: A busca gerou 666 artigos, o refinamento por idioma recuperou 356, a restrição ao país/ano de publicação 2010/2016 reduziu para 90. A análise dos resumos filtradas pelos critérios de inclusão resultou em 20 e, ao final, a leitura dos estudos na íntegra permitiu a inclusão de 13 artigos que se adequavam ao tema. Conclusão: Percebe-se que o principal foco dos estudos foram as vantagens e a importância de ampliar a oferta das práticas, mas notou-se que há o desconhecimento por parte dos gestores do Sistema Único de Saúde sobre a temática. Os Sistemas de Informações não permitem o registro dessas intervenções adequadamente, o que contribui para subnotificação, dificulta o monitoramento da oferta e sua posterior avaliação, criando lacunas na gestão. Esse panorama revela a dificuldade da produção de saúde com base numa abordagem holística, pois ainda persiste no Brasil o modelo biomédico hegemônico.


Palavras-chave


Atenção primária à saúde, Práticas integrativas e complementares, Políticas públicas de saúde, Promoção da saúde

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254766msb2019vol4n1684

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Mundi Saúde e Biológicas (ISSN: 2525-4766)

Revista Mundi Saúde e Biológicas ISSN 2525-4766

 

Bases indexadas