CONSTRUÇÃO E CARACTERIZAÇÃO MICROBIOLÓGICA DE DOIS SISTEMAS WETLANDS EM ESCALA PILOTO APLICADOS AO TRATAMENTO DE EFLUENTE DOMÉSTICO

Lucas Matheus dos Santos Nascimento

Resumo


Os sistemas wetlands têm se desenvolvido e torna-se referência quando o assunto é o tratamento descentralizado de esgoto. Esses sistemas podem ser definidos como áreas construídas que simulam as reações e a função de pântanos naturais, que é a depuração da matéria orgânica, e que podem vir acompanhadas de espécies vegetais que também auxiliam na decomposição e nas reações de oxidação de compostos que são considerados tóxicos a vida humana. O objetivo deste trabalho é de construir dois sistemas wetlands, um vegetado com o gênero Typha sp., conhecida como Taboa, e o outro com a ausência de espécie vegetal. Além disso, descrever e analisar o desenvolvimento de microrganismos (bactérias heterotróficas e fungos) em cada sistema de tratamento. Os sistemas foram construídos e analisados nos seus três meses iniciais, de acordo com dados abióticos (temperatura, umidade, pluviosidade e pH) e dados microbiológicos. O efluente utilizado no sistema é produzido em laboratório e é baseado na composição de efluentes domésticos. Os resultados podem ser considerados iniciais, mas cumprem os objetivos propostos neste trabalho, e mostram que, o sistema plantado está exposto há uma perda de água por evapotranspiração, podendo chegar a 50% da quantidade de líquido em seu corpo. Além disso, foi possível observar que com o desenvolvimento do sistema e das bactérias em biofilme no substrato, o crescimento de fungos diminui, podendo também ser causado pelo excesso de sais de amônio, NH4+. Ademais, recomenda-se que estudos que combinem esses sistemas sejam realizados para potencialização do tratamento de efluentes.


Palavras-chave


Wetland; Tratamento de esgoto; Análise microbiológica; Taboa.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254766msb2019vol4n1709

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Mundi Saúde e Biológicas (ISSN: 2525-4766)

Revista Mundi Saúde e Biológicas ISSN 2525-4766

 

Bases indexadas