Ansiedade pré-competitiva em atletas de diferentes esportes: um estudo de revisão

Iris dos Santos, Vinícius Mafra Maciel, Vivian de Oliveira, Ivan Wallan Tertuliano

Resumo


O objetivo do presente estudo foi revisar publicações que investigaram a ansiedade pré-competitiva de atletas de diferentes modalidades esportivas e verificar se sexo, idade e experiência, além da modalidade esportiva praticada, influenciam os resultados. Para isso, adotou-se uma revisão bibliográfica, buscando por artigos publicados entre 2010 e 2018, nas principais bases eletrônicas de dados. Os achados demonstraram que a maior parte dos estudos convergem para resultados em que homens e mulheres apresentam níveis parecidos de ansiedade e autoconfiança. Frente as comparações acerca da idade dos atletas, os estudos revisados, apontam que atletas mais velhos apresentam menos ansiedade que os atletas mais jovens. Tratando-se do fator experiência, os estudos demonstraram que atletas mais experientes apresentam menos ansiedade e mais autoconfiança, quando comparados a atletas menos experientes. Por fim, os resultados dos estudos analisados demonstraram que na comparação entre os esportes coletivos e esportes individuais, há similaridade nos níveis de ansiedade e autoconfiança, tendo a autoconfiança os níveis mais elevados. Pode-se considerar, com base nos artigos revisados, que os atletas apresentam elevados níveis de autoconfiança em prol de níveis baixos a moderados de ansiedade (cognitiva e somática), o que corrobora com a teoria multidimensional da ansiedade.

 


Palavras-chave


Ansiedade pré-competitiva; Psicologia do Esporte; Estudo de revisão.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254766msb2019vol4n2916

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Mundi Saúde e Biológicas (ISSN: 2525-4766)

Revista Mundi Saúde e Biológicas ISSN 2525-4766

 

Bases indexadas