História e Memórias da Educação Profissional no Instituto Federal Goiano – Campus Ceres

Gustavo Oliveira Mendes, Juliana Cristina da Costa Fernandes, José Maria Baldino

Resumo


A segunda metade da década de 1990 foi marcada por textos oficiais, incluindo a promulgação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBEN/1996) e decretos que sinalizaram para uma nova proposta de educação profissional. No bojo destas discussões, foi inaugurada, em 1994, a Escola Agrotécnica Federal de Ceres (EAFCe), locus desta pesquisa. Este artigo visa reconstituir a história dessa instituição de ensino, buscando as relações entre a fundamentação teórica e documentos oficiais com as narrativas memoriais de dois professores pioneiros, que fizeram parte da construção desta história, no período compreendido de 1995 a 2008. Para este propósito, foi realizada uma pesquisa do tipo estudo de caso, de abordagem qualitativa com entrevistas semiestruturadas gravadas em vídeo. Nos discursos, percebe-se o entrelaçamento da história da EAFCe com as narrativas dos pioneiros que permitiu conhecer particularidades de acontecimentos, recuperados em fragmentos de memórias preservadas que contribuíram para registros, da trajetória institucional e da educação profissional, que poderão ser transmitidos às novas gerações.


Palavras-chave


Educação Profissional; Escola Agrotécnica; Memória; História da Instituição

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254774rmsh2019vol4n21026

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Gustavo Oliveira Mendes

Revista Mundi Sociais e Humanidades ISSN 2525-4774

Qualis: B2 - Ensino, B4 - Interdisciplinar, B4 - Psicologia

 

Bases indexadas