APROXIMAÇÕES DA EPISTEMOLOGIA QUALITATIVA DE REY COM O CAMPO CTS NA PRODUÇÃO CIENTÍFICA

Maria Sara de Lima Dias, Eliane Martins Braga

Resumo


O artigo propõe abordar alguns dos atributos construtivo-interpretativo desenvolvidos na epistemologia qualitativa de Gonzalez Rey, sendo fundamental o lugar do sujeito e a legitimação do singular nesta produção do conhecimento. A perspectiva da Epistemologia Qualitativa de Gonzalez Rey é muito ppróxima do campo CTS principalmente por considerar que toda a produção cientifica está envolta em interesses políticos, sociais e econômicos de seu tempo histórico. Outro aspecto é o primado da ontologia entre as disciplinas do conhecimento, que repousa sobre a evidência de que as relações que unem os seres humanos uns aos outros também implicam na cultura e no desenvolvimento técnico e tecnológico. Ou seja se pressupõe que o pesquisador ao considerar que seres existem através de relações deve implicitamente compreender tais relações na produção do conhecimento científico. Sobre a epistemologia cada escolha teórica e metodológica tem a marca do sujeito e de sua subjetividade e também revela um posicionamento ético e político. Como considerações finais a análise entre educação e trabalho, entre a ciência a tecnologia e a sociedade implicam na dimensão subjetiva da realidade que necessitam contrastar com as visões hegemônicas e oficiais presentes nos sistemas de ensino e assim constituir uma fonte de alternativas de produção de conhecimento ético para uma sociedade mais cidadã.


Palavras-chave


Epistemologia qualitativa; CTS; Produção científica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254774rmsh2020vol5n11222

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Maria Sara de Lima Dias, Eliane Martins Braga

Revista Mundi Sociais e Humanidades ISSN 2525-4774

Qualis: B2 - Ensino, B4 - Interdisciplinar, B4 - Psicologia