EPISTEMOLOGIA FEMINISTA: REFLEXÕES NO CAMPO DE ESTUDOS EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE

Bruna Ronconi de Nazareno, Cíntia de Souza Batista Tortato

Resumo


O presente artigo propõe reflexões sobre os estudos feministas e de gênero e a epistemologia feminista no campo de estudos em Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS). Por meio de revisão bibliográfica indicam-se como esses estudos se aproximam ao reconhecerem os fatores históricos, sociais e culturais na construção dos conhecimentos científicos e tecnológicos, em oposição ao discurso determinista, linear e neutro da ciência clássica iluminista. As pesquisas feministas possibilitam um olhar crítico sobre os discursos hegemônicos sobre a ciência, ao considerar que a ciência clássica construiu-se a partir de perspectivas dominantes. Ao mesmo tempo, a epistemologia feminista interroga-se através de uma permanente postura crítica e reflexiva acerca do seu próprio ato de fazer ciência e aponta para uma objetividade que valorize os saberes situados e localizados. As teóricas feministas interessam-se em construir uma ciência que reconheça as suas próprias “tecnologias semióticas” na construção de um sentido sobre o mundo. Considera-se a importância dos estudos feministas e de gênero no campo de estudos em CTS e suas contribuições no enriquecimento dos debates acerca das construções científicas e tecnológicas nas diferentes sociedades ao dar visibilidade às contradições que geram desigualdades e sofrimentos para mulheres e homens em diversas condições e lugares do mundo.


Palavras-chave


Estudos Feministas; Estudos de Gênero; Epistemologia Feminista; Ciência, Tecnologia e Sociedade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254774rmsh2020vol5n11251

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Bruna Ronconi de Nazareno, Cíntia de Souza Batista Tortato

Revista Mundi Sociais e Humanidades ISSN 2525-4774

Qualis: B2 - Ensino, B4 - Interdisciplinar, B4 - Psicologia