O PRINCÍPIO RESPONSABILIDADE E O IDEAL DE DESENVOLVIMENTO: UMA ANÁLISE DA INTERAÇÃO PORTO-CIDADE NO PLANO DE DESENVOLVIMENTO E ZONEAMENTO DO PORTO DE PARANAGUÁ

Kellen Smak, Sidney Reinaldo da Silva

Resumo


Este trabalho tem por objetivo estabelecer uma análise crítica referente ao ideal de desenvolvimento da sociedade sob a ótica do princípio responsabilidade, formulado pelo filósofo alemão Hans Jonas e desdobrado em sua obra O princípio responsabilidade de 1979. Tal formulação adquire um caráter de imperativo para ação, chamado de princípio responsabilidade. A partir dessa formulação, Jonas assume que há uma catástrofe iminente, caso a humanidade persista na ideia de progresso a qualquer custo dada a exploração desenfreada de recursos naturais que foram levados ao esgotamento em prol do irresistível desenvolvimento tecnológico de nossa civilização. A partir de tal princípio objetiva-se estabelecer uma abordagem crítica do ideal de progresso/desenvolvimento no sentido de entender qual o seu lugar no que se refere à relação entre o porto e a cidade de Paranaguá. Para esta abordagem foi utilizada a metodologia qualitativa de pesquisa por meio de uma revisão de literatura de autores que abordam a temática do progresso e da responsabilidade. Com isso, foi feita uma análise do Plano de Desenvolvimento e Zoneamento do Porto de Paranaguá, considerando especificamente o ponto em que se estabelece a relação do porto com a cidade de Paranaguá. A partir disso, buscou-se problematizar o ideal de progresso e sustentabilidade a que comumente é associado o transporte marítimo considerando o seu potencial impacto no meio.

Palavras-chave


Hans Jonas. Progresso. Responsabilidade. Relações Porto-cidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254774rmsh2020vol5n11282

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Kellen Smak

Revista Mundi Sociais e Humanidades ISSN 2525-4774

Qualis: B2 - Ensino, B4 - Interdisciplinar, B4 - Psicologia