INTERDISCIPLINARIDADE COMO POSTURA DOCENTE NA PERSPECTIVA DA FENOMENOLOGIA GOETHIANA

Evelyn Ribeiro Silva, Ernesto Jacob Keim

Resumo


A necessidade da interdisciplinaridade na produção do conhecimento é debate recorrente ao evidenciar um enfoque epistemológico com repercussão no cenário pedagógico. Este artigo objetiva descrever a Interdisciplinaridade como elemento que contribui para o refinamento da postura do educador, caracterizada como metamorfose, conforme defende a proposta de Fenomenologia amparada em Friedrich Schiller e Johann Wolfgang von Goethe. O propósito do texto é apresentar a interdisciplinaridade como processo intersubjetivo que valoriza o ser da pessoa que investiga e o foco que é investigado, fazendo uma conexão entre o que se procura e o que se encontra como acervo pessoal com o qual se consolida a intuição e a criatividade. A pesquisa que sustenta esse artigo foi de cunho bibliográfico, e se apresentou como reflexão sobre a prática da Interdisciplinaridade, para atender à dimensão multifuncional dos profissionais da educação. Sendo assim, faz uma breve apresentação da trajetória da Interdisciplinaridade no Brasil na medida em que se contrapõe à lógica aristotélica de fragmentação dos temas a serem investigados, o que ainda perdura na forma contemporânea e convencional de fazer ciência. A compreensão da interdisciplinaridade como movimento articulador na educação como processo, tem o potencial de promover mudanças na postura docente, ao ponto de possibilitar a transformação do profissional e consequente melhoria na qualidade da dinâmica de educação, como o que promove libertação e autonomia. Diante da conjuntura educacional vigente, amparada mais num substrato de regulação governamental, esse artigo, defende a valorização e fortalecimento das ações dos docentes, que se configuram como elementos de resistência ao que é estabelecido pelos meios oficiais. Conclui-se que a postura interdisciplinar pode contribuir para ampliar a visão intersubjetiva de cada educador na sua atuação docente, estabelecendo novas conexões entre os saberes, qualificando seu patamar científico como superação das fragmentações -0manifestadas disciplinarmente nos espaços de aprendizagem, influenciadas pelas tendências positivistas fortemente visíveis até hoje.

Palavras-chave


Interdisciplinaridade, Fenomenologia Schiller-Goethiana, Educação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254774rmsh2020vol5n11378

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Evelyn ribeiro silva

Revista Mundi Sociais e Humanidades ISSN 2525-4774

Qualis: B2 - Ensino, B4 - Interdisciplinar, B4 - Psicologia