Juventude e as novas tecnologias: problematizações acerca da escola contemporânea

Sergio Vale da Paixão

Resumo


O presente artigo tem como objetivo problematizar o papel da escola contemporânea e suas práticas de ensino considerando o atual e avançado contexto tecnológico em que os(as) jovens se encontram inseridos(as). Nossa consideração é de que sejam necessárias ressignificações na estrutura da escola bem como das práticas profissionais que levem em consideração o papel dos(as) estudantes(as) jovens produtores(as) de culturas e que, imersos(as) em suas produções culturais  exigem da escola novas formas de ensinar e aprender. Para isso, acreditamos ser muito importante conceituar os termos adolescência e juventude para esclarecer sobre qual público nos interessa nessa proposta. Sendo assim, procuramos nos ancorar no conceito de juventude e de jovem para fortalecer nossa inclinação epistemológica e problematizar o ensino que acontece para esse público nas instituições escolares.

Palavras-chave


juventude; adolescência; escola; tecnologias na educação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254774rmsh2018vol3n2478

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Sergio Vale da Paixão

Revista Mundi Sociais e Humanidades ISSN 2525-4774

Qualis: B2 - Ensino, B4 - Interdisciplinar, B4 - Psicologia

 

Bases indexadas