STORYTELLING E APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL: UMA ANÁLISE SEGUNDO A PERSPECTIVA DA TEORIA ATOR-REDE

Geovana Ezequieli de França, Valério Brusamolin

Resumo


O estudo pretende traçar uma análise sobre a Teoria Ator-Rede, dentro de uma empresa que realiza a coleta de lixo na cidade de Paranaguá, que por meio da Aprendizagem Organizacional e da utilização da ferramenta Storytelling tem repassado conhecimento à população. O trabalho caracteriza-se como qualitativo e exploratório, buscando analisar as ações realizadas pela empresa com objetivo de disseminar o conhecimento por meio da utilização de narrativas. As interações que ocorrem na organização são importantes para o entendimento de como a rede e seus atores se relacionam. As perspectivas teóricas abordadas pelo artigo apresentam a importância da AO na divulgação do conhecimento na empresa e a utilização da ferramenta da Storytelling como uma maneira de interação entre os próprios colaboradores e a sociedade que usufrui dos serviços prestados pela organização. A metodologia da TAR para associação dos atores e de suas interações abre um campo de pesquisa para a sociologia que existe dentro da empresa e no seu meio de atuação, a análise sob esta perspectiva traz um novo viés também para a compreensão do papel da gestão do conhecimento e da gestão da informação. Além disso, estreita os laços que existem entre a forma de conhecimento existente nas organizações, a interação entre os colaboradores e a sociedade.

Palavras-chave


Aprendizagem Organizacional; Storytelling; Ator-Rede; Conhecimento;

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254782rmetg2020vol5n31192

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Geovana Ezequieli de França, Valério Brusamolin

Revista Mundi Engenharia, Tecnologia e Gestão ISSN 2525-4782

Qualis: B4 - Interdisciplinar, B5 - Geografia, B5 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo, B5 - Comunicação e Informação, B5 - Engenharias III