Análise histórica das políticas de ciência e tecnologia: o discurso da internacionalização

Alexandre Chiarelli, Sidney Reinaldo da Silva

Resumo


O presente trabalho objetiva discutir as políticas de ciência e tecnologia contextualizando-as durante determinados recortes históricos do século XX até a contemporaneidade, possibilitando destacar os objetivos intrínsecos ao paradigma vigente de ciência e tecnologia em determinados períodos. O embasamento teórico está fundamentado nas propostas de Léa Velho (2010, 2011) em um direcionamento a compreensão do paradigma, e Dagnino, Thomas, Novaes e Dias (2008, 1999, 2014, 2007) quanto a compreensão desses paradigmas na realidade latino-americana, e consequentemente brasileira. Os conceitos de Lacey (2008, 2014) são apresentados como alternativa perante o processo de internacionalização, pois sua proposta objetiva concatenar uma sistemática dos conhecimentos locais e sua colocação por uma série de sistemas na contemporaneidade. Para embasamento e contextualização histórica utiliza-se a fundamentação de Hobsbawn (1995) e Burns (1999), e através de um recorte no espaço brasileiro conta-se com a fundamentação de Fausto (2012). Com base nessas referencias objetiva-se contextualizar e discutir as políticas de ciência e tecnologia em uma trajetória que parte das nações de capitalismo desenvolvido para as nações de capitalismo tardio. Esse processo denominado internacionalização das Políticas de Ciência e Tecnologia, aportou na América Latina e realizou uma degradação dos modelos científicos e tecnológicos nacionais, pois a sua implementação desconsiderou os aspectos de um conhecimento prévio, e dos arranjos produtivos e sociais locais. Neste trabalho aborda-se como o discurso apresentado pelos organismos internacionais não efetivou suas ações tornando-se um discurso contraditório e insustentável.


Palavras-chave


Política de Ciência e Tecnologia; Paradigma; Desenvolvimento; Internacionalização.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254782rmetg2020vol5n31202

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Alexandre Chiarelli, Sidney Reinaldo da Silva

Revista Mundi Engenharia, Tecnologia e Gestão ISSN 2525-4782

Qualis: B4 - Interdisciplinar, B5 - Geografia, B5 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo, B5 - Comunicação e Informação, B5 - Engenharias III