AVALIAÇÃO DA INTENSIDADE DO VENTO E SUA PARTICIPAÇÃO NA IDENTIFICAÇÃO DE ALVOS SUSPEITO DE PRESENÇA DE ÓLEO ATRAVÉS DE IMAGENS SATELITAIS ADQUIRIDAS POR RADARES DE ABERTURA SINTÉTICA

JULIANA Fernandes Moreira, Marcos Antônio Cruz Moreira, Flávia Ribeiro Villela, Augusto Eduardo Miranda Pinto

Resumo


O presente artigo pretende demonstrar ao leitor a importância de se conhecer o parâmetro “vento” no sentido de sua intensidade para entender sua influência ou não em alvos suspeitos de presença de óleo na superfície do mar. A área abordada para estudo foi paralela à costa do Estado do Rio de Janeiro, onde ainda ocorre intensa exploração petrolífera e, por tanto, maior possibilidade de identificação de feições suspeitas de óleo. A utilização da tecnologia SAR – radar de abertura sintética – contribui consideravelmente para a coleta de dados, pois não possui interferência de cobertura de nuvens ou necessidade de insolação, como ocorrem com sensores óticos. A presença de recursos – embarcações e aeronaves - dotadas de equipamentos para identificação de presença de óleo na superfície do mar colaboram para a identificação e ratificação ou não do alvo suspeito ser efetivamente uma feição oleosa. Este trabalho se baseou na observação das formas – morfologias – dos alvos suspeitos que posteriormente foram confirmados como possíveis feições oleosas. A inovação do trabalho refere a análise da participação do parâmetro vento na interferência das morfologias apresentadas pelas feições. 


Palavras-chave


Óleo. SAR. Vento

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254782rmetg2021vol6n41373

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 JULIANA Fernandes Moreira, Marcos Antônio Cruz Moreira, Flávia Ribeiro Villela, Augusto Eduardo Miranda Pinto

Revista Mundi Engenharia, Tecnologia e Gestão ISSN 2525-4782

Qualis: B4 - Interdisciplinar, B5 - Geografia, B5 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo, B5 - Comunicação e Informação, B5 - Engenharias III