UM MODELO DISCRETO PARA DISPERSÃO DE JAVALIS Sus scrofa

Joice Chaves Marques, Diomar Cristina Mistro

Resumo


Presente em diversos países e nativo da Europa, o javali (\textit{Sus scrofa}), tem causado sérios danos econômicos. Diante disso, órgãos públicos discutem sobre medidas possíveis e viáveis  que controlem o crescimento dessa espécie no Brasil.
Neste trabalho vamos propor um modelo matemático visando descrever a dinâmica espaço-temporal dos javalis a partir da introdução em um novo habitat. Usando um modelo estruturado por idade, discreto no tempo e no espaço, analisamos o crescimento e movimentação desses indivíduos em ambientes com diferentes disponibilidade de recursos. Para tal modelo usamos Rede de Mapas Acoplados (RMA) na qual supomos que a dinâmica da população ocorre em dois estágios: um estágio sedentário e um estágio de dispersão. Para a fase de dispersão consideramos os principais aspectos que influenciam a movimentação dos javalis (água, alimento e abrigo). Como esses fatores variam muito em regiões que as estações são bem definidas e com o objetivo de analisarmos essa variação propomos dois diferentes núcleos de redistribuição. Observamos que as populações totais mais numerosas correspondem ao núcleo de redistribuição com taxia.

Palavras-chave


Javalis; Dispersão; Redes de Mapas Acoplados.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254782rmetg2021vol6n31676

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Joice Chaves Marques, Diomar Cristina Mistro

Revista Mundi Engenharia, Tecnologia e Gestão ISSN 2525-4782

Qualis: B4 - Interdisciplinar, B5 - Geografia, B5 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo, B5 - Comunicação e Informação, B5 - Engenharias III