QUANDO NASCE UMA RAINHA - UMA ANÁLISE DA HISTÓRIA DO XADREZ COM O OLHAR DE GÊNERO

Isabela Ribeiro Ferreira, Cintia de Souza Batista Tortato

Resumo


O presente artigo faz uma análise com um olhar de gênero da história do xadrez, refletindo sobre a inserção de uma peça feminina cinco séculos depois da sua criação e participação da mulher no ambiente enxadrista, questionando a relevância da presença feminina na trajetória deste jogo tão fascinante. Um jogo conhecido mundialmente e atualmente popularizado jogada por crianças, jovens, adultos e idosos pelo prazer do lazer ou jogado profissionalmente. Um ambiente que por mais que tenha uma peça feminina a Rainha é dominado pelos homens dentro e fora do tabuleiro, refletindo em desafios para as mulheres que querem seguir carreira. Porém existe mulheres que conseguiram quebrar barreiras e conquistar títulos no ambiente enxadrístico superando os obstáculos e desafios diários. O artigo também traz o conceito do “Labirinto de Cristal” e “Teto de vidro” refletindo sobre a dificuldade que as mulheres precisando superar em ambientes masculinizados ou pelo fato de serem mulher. Este artigo será uma revisão bibliográfica.

Palavras-chave


Xadrez, gênero, mulheres, preconceito, desigualdade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254782rmetg2022vol7n21840

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Isabela Ribeiro Ferreira

Revista Mundi Engenharia, Tecnologia e Gestão ISSN 2525-4782

Qualis: B4 - Interdisciplinar, B5 - Geografia, B5 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo, B5 - Comunicação e Informação, B5 - Engenharias III