O JOGO DE XADREZ EM PRÁTICAS PEDAGÓGICAS COMO AUXÍLIO NO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COGNITIVO DAS CRIANÇAS COM TRANSTORNO DE ESPECTRO AUTISTA

Hellen Karoline Ferreira, Iandra Pavanati, Kariston Pereira

Resumo


Apresenta-se um estudo sobre as possibilidades de utilização do jogo de xadrez para o desenvolvimento cognitivo de crianças com transtorno do espectro autista - TEA. No decorrer do texto destaca-se a importância do uso de jogos nas escolas de ensino regular que atendem crianças com TEA, especialmente utilizando o jogo de xadrez para que possam desenvolver o seu raciocínio lógico e melhorar suas competências em relacionamentos sociais, fazendo com que realmente sejam incluídos na escola. Importante que as instituições de ensino tenham essa proposta do uso dos jogos independente das síndromes, transtornos ou deficiências, pois infelizmente ainda são pouco usados. A pesquisa apresenta abordagem qualitativa, por meio de um estudo de caso com uma criança de seis anos com TEA de grau médio, com registros em um diário de bordo. A coleta de dados da pesquisa foi complementada com a aplicação de questionário dirigido para um jovem adulto com TEA leve e com um professor de xadrez que trabalhou com jovens autistas. Com a intervenção realizada pode ser observada a melhora do desenvolvimento do aluno em questão, o qual é regularmente matriculado num Centro de Educação Infantil da rede pública Municipal da cidade de Joinville, SC.

Palavras-chave


Autismo; Xadrez; Desenvolvimento Cognitivo; Interação; Comunicação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254782rmetg2022vol7n21893

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Hellen Karoline Ferreira, Iandra Pavanati, Kariston Pereira

Revista Mundi Engenharia, Tecnologia e Gestão ISSN 2525-4782

Qualis: B4 - Interdisciplinar, B5 - Geografia, B5 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo, B5 - Comunicação e Informação, B5 - Engenharias III