OS ESPAÇOS DAS MULHERES E DAS MULHERES NEGRAS NO MUNDO DO TRABALHO: UMA REFLEXÃO SOBRE GÊNERO E RAÇA NOS ESTUDOS ORGANIZACIONAIS

Josiane Barbosa GOuvêa, Gabriela Renata Rodrigues Dos Santos, Maurício Donavan Rodrigues Paniza

Resumo


O presente estudo tem por objetivo compreender, como se deu e se mantém a construção social que indica, ainda que por vezes sutilmente, o lugar das mulheres e da mulher negra no contexto do trabalho. Nosso embasamento teórico aborda o questionamento da universalidade da identidade feminina tendo por apoio o conceito de identidades contingentes. Questionar essa universalidade é pertinente, uma vez que o posicionamento social da mulher é diferenciado quando se interseccionam, além do gênero, raça e classe. Nosso corpo teórico também apresenta reflexões acerca do caráter histórico de marginalidade e exclusão da mulher negra brasileira no mundo do trabalho. Através da revisão bibliográfica e análise de dados secundários foi possível verificar que a segmentação histórica de grupos construídos como dominantes e dominados gera diferenças significativas entre os sujeitos que compõem tais grupos. Falar de gênero é perceber que as mulheres foram historicamente construídas como grupo minoritário e ainda hoje ocupam posições inferiores e, quando nos mesmos cargos, seus rendimentos são significativamente menores do que os dos homens. A situação se acentua ainda mais quando se trata da mulher negra, via de regra relegada a espaços de maior subalternidade, mas que ainda assim resiste no sentido de buscar outros espaços. Como no Brasil ainda há um mecanismo social de exclusão, como o racismo, mulheres brancas e negras ocupam espaços diferenciados, vivem em mundos diferentes. Embora seja válido ressaltar que, conforme mostram os dados secundários do nosso ensaio, tal mecanismo de exclusão não operou ou opera apenas no que diz respeito à construção do mercado de trabalho ou ao campo empresarial, mas reflete uma fratura macro contextual que representa o abismo social ainda existente entre mulheres brancas e negras em particular e entre brancos e negros, em geral, na própria sociedade brasileira.


Palavras-chave


Gênero, Raça, Estudos Organizacionais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254782rmetg2019vol4n1743

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Josiane Barbosa GOuvêa, Gabriela Renata Rodrigues Dos Santos, Maurício Donavan Rodrigues Paniza

Revista Mundi Engenharia, Tecnologia e Gestão ISSN 2525-4782

Qualis: B4 - Interdisciplinar, B5 - Geografia, B5 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo, B5 - Comunicação e Informação, B5 - Engenharias III