LITERATURA E SOCIEDADE: UMA PROPOSTA DE AULA COM A OBRA MORTE E VIDA SEVERINA DE JOÃO CABRAL DE MELLO NETO

Yedda Lemos Sperotto, Jacob dos Santos Biziak

Resumo


O artigo aqui exposto tem como objetivo apresentar um plano de ensino da disciplina de Literatura para o Ensino Médio de uma escola pública, tendo como suporte a corrente teórica de Bakhtin lida sob uma perspectiva do pós-estruturalismo, o qual propõe deslocar o olhar do geral para um grupo mais específico, com o intuito de aprimorar nossas visões de mundo em um amplo leque de situações. Com base em Geraldi (2011), o ensino de língua portuguesa deveria centrar-se nas seguintes práticas: leitura de textos, produção de textos e análise linguística. Estas, integradas no processo de ensino aprendizagem, tencionam ultrapassar a artificialidade que se institui na sala de aula quanto ao uso da linguagem e possibilitar o domínio da língua padrão nas modalidades orais e escritas. Alicerçados em Bakhtin (2011), a língua deve ser estudada nas relações vivas, em seu uso, ou seja, atuando na representação da realidade. Para isso, escolhemos trabalhar com a literatura, a qual nos concede conhecimento, aguça a visão do real, exerce uma função crítica, utópica e da prazer. O estudante aqui é tratado como sujeito, e este, de acordo com Bakhtin (2011), ocupa lugar de destaque nas situações de interação na linguagem, sendo a partir dele possível a compreensão de relações sócio-históricas que caracterizam a sociedade.

Palavras-chave


Educação. Sociedade. Literatura.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254782rmetg2019vol4n1748

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Yedda Lemos Sperotto

Revista Mundi Engenharia, Tecnologia e Gestão ISSN 2525-4782

Qualis: B4 - Interdisciplinar, B5 - Geografia, B5 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo, B5 - Comunicação e Informação, B5 - Engenharias III