SISTEMA DE SECAGEM VIA ENERGIA SOLAR E ACUMULADOR DE CALOR PARA AMÊNDOAS DE CACAU

Jorge Henrique Sales, Luiz Vinicius Soglia, Pedro Sales Girotto

Resumo


A forma tradicional de secagem das amêndoas do cacau ocorre através das barcaças: estruturas de madeira ou alvenaria onde as amêndoas são dispostas e a secagem acontece por incidência solar direta. Durante o período noturno, ou de baixa incidência solar, utiliza-se o calor proveniente da queima de combustíveis para a secagem. Porém essa queima gera resíduos que contaminam as amêndoas, diminuindo o seu valor comercial e a sua aceitação no mercado. O objetivo deste trabalho foi desenvolver um sistema que capte a energia solar através de uma série de espelhos semicilíndricos e transfira o calor para um tanque acumulador contendo NaCl sólido. A energia térmica acumulada é utilizada para aquecer um fluxo de ar durante o período noturno, que realizará uma secagem uniforme e limpa das amêndoas de cacau. As simulações do sistema foram realizadas no software COMSOL Multiphysics® e demonstraram que, para a incidência solar média de Ilhéus-BA, são necessários seis espelhos semicilíndricos de 0,30 m de diâmetro por 1,00 m de comprimento cada, dispostos sequencialmente, para aquecer e manter a temperatura em torno de 50 °C no período diurno, demonstrando que este sistema pode fornecer adequadamente a energia térmica necessária para a secagem das amêndoas dentro da faixa ideal de temperatura.


Palavras-chave


Energia Solar, Secagem, cacau, Modelagem Computacional.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254782rmetg2019vol4n5909

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Jorge Henrique Sales, Luiz Vinicius Soglia, Pedro Sales Girotto

Revista Mundi Engenharia, Tecnologia e Gestão ISSN 2525-4782

Qualis: B4 - Interdisciplinar, B5 - Geografia, B5 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo, B5 - Comunicação e Informação, B5 - Engenharias III