IMPACTOS AMBIENTAIS CAUSADOS POR NECROCHORUME DE CEMITÉRIOS: UM OLHAR PARA OS POSSÍVEIS RISCOS A SAÚDE PÚBLICA

Joaklebio Alves da Silva, Maria Juliana Dantas de Paula Marques

Resumo


A questão ambiental envolvendo cemitérios é uma temática recente e pouco debatida na atual sociedade, porém, está sendo pesquisada e apresentada em trabalhos científicos que visam identificar fontes de contaminação causadas pelos mesmos. A decomposição da matéria orgânica gera um líquido viscoso, de cor acinzentada-acastanhada e com odor acre e fétido, o necrochorume. Este líquido pode gerar contaminação das águas, do solo e do ar, caracterizando um problema em várias cidades. Sendo assim, a presente pesquisa objetivou, por meio de uma revisão bibliográfica, caracterizar os impactos ambientais causados por necrochorume de cemitérios, bem como avaliar as inter-relações com os possíveis riscos a saúde pública. Analisando as referências é notável que, somente a partir da homologação da Resolução CONAMA nº 335/2003 essa questão começou a receber a atenção necessária. Existem vários tipos de cemitérios, porém os mais comuns e debatidos neste contexto são os tradicionais, ou parques jardins, onde o cadáver fica em contato direto com o solo, e os verticais, estes com melhor eficiência em termos ambientais e de saúde da população do entorno. O processo de decomposição dos corpos em necrópoles deve ser atenciosamente analisado por órgãos públicos responsáveis pelos cemitérios, destacando as alterações físicas, químicas e biológicas que o mesmo pode causar quando implantado de forma incorreta tornando o ambiente pronto para disseminar doenças infectocontagiosas afetando a saúde pública. A construção de cemitérios exige maior atenção dos órgãos governamentais nas esferas municipal, estadual e federal na tentativa de minimizar os problemas ambientais e não afetar negativamente a qualidade de vida das populações urbanas e rurais.

Palavras-chave:  Necrochorume. Meio ambiente. Saúde humana.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254790rmmaa2017vol2n1177

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Joaklebio Alves da Silva

Revista Mundi Meio Ambiente e Agrárias ISSN 2525-4790

Qualis: B2 - Sociologia, B4 - Interdisciplinar, B5 - Geografia, B5 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo