AVALIAÇÃO DOS NÍVEIS DE COTININA URINÁRIA EM FUMICULTORES DA REGIÃO NORTE DO RIO GRANDE DO SUL

Alexandre Ehrhardt, Vanessa Daniela Berté

Resumo


O tabaco possui mais de 4.000 substâncias conhecidas, dentre as quais a nicotina é a que apresenta maior concentração na planta. Níveis elevados de nicotina no organismo podem levar a intoxicações e ao desenvolvimento da doença do tabaco verde. No organismo o processo de biotransformação da nicotina gera cotinina, considerada o biomarcador para a exposição ao tabaco. O objetivo deste trabalho foi avaliar os níveis de cotinina urinária em fumicultores da região norte do Rio Grande do Sul. Através de um estudo transversal, observacional e analítico, foram mensurados os níveis de cotinina urinária através de dosagens laboratoriais. Observou-se variação dos valores de 20,5 ng/mL a 515 ng/mL (106,96 ± 32,38), apresentando diferença significativa quando comparados aos valores de referência para não fumantes. Estes resultados indicam que os fumicultores podem estar propensos a intoxicações e podem evoluir para a doença do tabaco verde, que está diretamente relacionada à falta de uso de equipamentos de proteção e ao tempo de exposição às folhas verdes do tabaco. 


Palavras-chave


Tabaco. Cotinina. Doença do tabaco verde.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Vanessa Daniela Berté, Alexandre Ehrhardt

Revista Mundi Saúde e Biológicas ISSN 2525-4766

 

Bases indexadas