DIMENSÕES E SIGNIFICADOS DO TRABALHO NO MODO CAPITALISTA DE PRODUÇÃO: MARCOS TEÓRICOS DE ANÁLISE DO TRABALHO DOCENTE

Ana Flavia Gomes Garcia

Resumo


O artigo em questão expõe uma revisão da literatura sobre as dimensões e significados do trabalho no modo capitalista de produção, e identifica perspectivas teóricas que localizam dimensões e significados no trabalho docente. Trata-se de uma temática pertinente, uma vez que as análises estão pautadas em pesquisas realizadas por diversos autores. Tratando-se da intensificação do trabalho docente é revelado o impacto negativo e inibidor das demandas externas sobre o trabalho desse profissional, pois à medida que se tornam complexas as necessidades que as escolas precisam suprir, as atividades dos professores seguem a mesma direção. Além disso, os docentes são muito requisitados e, muitas vezes, responsabilizados pelo desempenho de seus alunos. As observações-chave se relacionam com o viés empresarial idealizado para a educação, a exemplo da precarização das relações de emprego/trabalho e dos processos de flexibilização do trabalho. Verifica-se a importância pontuada por meio dos marcos teóricos de análise do trabalho docente a compreensão das dimensões e significados deste trabalho, dado que se trata de um construto orientado pelo modo de produção capitalista, e que resulta na precarização, intensificação da jornada de trabalho e consequentemente a desvalorização deste profissional.

 

Palavras-chave


Trabalho. Trabalho Docente. Precarização. Capitalismo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254774rmsh2016vol1n115

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 ANA FLÁVIA GOMES GARCIA

Revista Mundi Sociais e Humanidades ISSN 2525-4774

Qualis: B2 - Ensino, B4 - Interdisciplinar, B4 - Psicologia