A RELAÇÃO ENTRE VARIÁVEIS MESOCLIMÁTICAS E A EXPANSÃO DA MANCHA URBANA DE UMUARAMA (PR) DE 2005 A 2020: ANÁLISE A PARTIR DE APENAS UMA ESTAÇÃO METEOROLÓGICA

Ana Claudia Marangoni Batista Campana, Letícia dos Santos Marangoni Sígoli, Dariane dos Santos Virgens Alvarenga da Silva, Josiane Marlise Theis Aguirre, Máriam Trierveiler Pereira

Resumo


Nos últimos anos, Umuarama teve uma expansão significativa da mancha urbana. A falta de planejamento urbano pode causar vários problemas quanto à sustentabilidade, entre eles estão as alterações climáticas que causam ilhas de calor. O objetivo dessa pesquisa foi identificar se é possível relacionar as variáveis climáticas com a expansão da mancha urbana de Umuarama entre os anos de 2005 a 2020 por meio da obtenção de dados de uma única estação meteorológica. Foi utilizado o método de estudo de campo, no qual foram coletados dados meteorológicos desse período, organizados em tabelas e gráficos, elaborados mapas do histórico da mancha urbana por meio da análise de imagens de satélite, além da análise de dados do IBGE. Entre 2010 e 2020 a cidade teve aumento de 11,74% dos habitantes. O perímetro urbano teve maior expansão entre 2011 e 2020, e tende a crescer no sentido nordeste e sudeste. Seu acréscimo de área territorial foi de, aproximadamente, 64% entre 2005 e 2020. Quanto às variáveis climáticas, durante o período analisado a radiação solar média anual teve ligeiro acréscimo; a temperatura média anual do ar apresentou uma tendência de queda desde 2005; a umidade relativa média anual do ar passou por várias oscilações, com maior porcentagem em 2015 e menor em 2008; e a velocidade média anual dos ventos diminuiu ao longo do período. A queda da velocidade dos ventos pode estar relacionada com o aumento de barreiras físicas formadas por edificações. Embora a temperatura média mensal do ar tenha diminuído, é comprovado que a urbanização causa aumento das temperaturas locais. Sugere-se analisar os dados máximos e mínimos diários. Para correlacionar as mudanças mesoclimáticas com a expansão urbana, o ideal é analisar dados de outras estações meteorológicas, portanto, conclui-se que Umuarama necessita de outra estação meteorológica para estudo adequado de mudanças mesoclimáticas.

Palavras-chave


Planejamento urbano. Clima urbano. Variação climática.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254774rmsh2021vol6n31513

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Ana Claudia Marangoni Batista Campana, Máriam Trierveiler Pereira

Revista Mundi Sociais e Humanidades ISSN 2525-4774

Qualis: B2 - Ensino, B4 - Interdisciplinar, B4 - Psicologia