INTERDISCIPLINARIDADE: A BUSCA PELA CONEXÃO DO CONHECIMENTO

Jean Carlos Bortoli Dalcin, Andressa Torinelli, Helen Carolina Ferreira Santos

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar qual foi o desenvolvimento da semântica da interdisciplinaridade no decorrer dos últimos 50 anos por alguns estudiosos sobre tema. Para isto foi feita uma análise bibliográfica de artigos, teses, dissertações e livros de estudiosos que desenvolveram suas pesquisas entre 1961 a 2017 como: Gusdorf (1961), Jápiassu (1976), Piaget (1979), Fazenda (1979), Gusdorf (1983), Folari (1993), Jantsch e Bianchetti (1994), Etges (1995), Santomé (1998), Souza (2003), Moura (2007), Frigotto (2008), Gauer (2013) e por fim Martins (2017). Foi verificado que de uma maneira geral, os autores veem a necessidade de conexão entre os saberes, através de diferentes pontos de vista, como por exemplo: alguns consideram que a ligação entre as disciplinas deve ocorrer logo no início da aprendizagem, outros após o aluno ter o total domínio da especialidade; outro conceito é que seja necessário o desenvolvimento de uma nova disciplina para abranger este novo saber que surge da união dos conhecimentos, enquanto outros citam que é necessário trabalhar cada um com a sua disciplina e nestes momentos realizar a integração de forma individual. De qualquer forma, todos consentem que para o desenvolvimento do ser humano omnilateral é necessário que esses sujeitos tenham uma visão de como os saberes se relacionam.


Palavras-chave


Interdisciplinaridade. Disciplinas. Semântica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254774rmsh2021vol6n31535

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Jean Carlos Bortoli Dalcin, Andressa Torinelli, Helen Carolina Ferreira Santos

Revista Mundi Sociais e Humanidades ISSN 2525-4774

Qualis: B2 - Ensino, B4 - Interdisciplinar, B4 - Psicologia