OS CAMINHOS PARA INSERÇÃO DOS IMIGRANTES HAITIANOS NO MERCADO DE TRABALHO: UM ESTUDO EM CUIABÁ-MT E REGIÃO

Danielle Adriane Passos, Kelly Pellizari

Resumo


O fenômeno da migração passa a cada dia contemplar mais espaço nas discussões contemporâneas. O Brasil recebeu um fluxo de haitianos depois do terremoto de 2010 que devastou aquele país. Ao chegarem ao Brasil esses imigrantes precisam enfrentar as barreiras para a inserção no mercado de trabalho. O objetivo deste artigo é analisar os caminhos para inserção laboral dos imigrantes haitianos no mercado de trabalho de Cuiabá-MT e região. Realizou-se uma pesquisa de abordagem qualitativa, entrevistando-se 10 imigrantes haitianos, 02 empresas que contratam imigrantes e 02 entrevistas com agentes mediadores dessas relações de trabalho. Os resultados apontam que os meios para inserção laboral dos imigrantes se dão, principalmente, pela indicação de compatriotas e pela mediação do Balcão de Emprego do CPM, já que o SINE – MT não oferece atendimento específico para essa população. Evidencia-se também a falta de políticas públicas concretas voltadas a atender os fluxos migratórios da região.


Palavras-chave


Relações de Trabalho. Imigrantes. Haitianos. Inserção laboral. Cuiabá-MT

Texto completo:

PDF

Referências


CARVALHO NETO, Antônio; SANT’ANNA, Anderson S. Relações de trabalho e gestão de pessoas, dois lados de uma mesma moeda: vinculações sob a ótica do fenômeno da liderança. Revista Gestão & Tecnologia, v. 13, n. 2, p. 2-20, 2013.

CAVALCANTI, Leonardo. Novos Fluxos Migratórios Para O Mercado De Trabalho Brasileiro. Desafios Para Políticas Públicas. Revista da ANPEGE, v. 11, n. 16, 2015.

CAVALCANTI, Leonardo; OLIVEIRA, Antonio Tadeu; TONHATI, Tânia. Inserção dos Imigrantes no Mercado de Trabalho Brasileiro. Cadernos OBMigra, ed. especial, Brasília, 2015.

COTINGUIBA, Marília Lima Pimentel; COTINGUIBA, Geraldo Castro. Imigração haitiana para o Brasil: os desafios no caminho da educação escolar. Pedagógica: Revista do programa de Pós-graduação em Educação-PPGE, v. 16, n. 33, p. 61-88, 2014.

Confederação Nacional da Indústria. Mapa estratégico da indústria, 2018-2022. Confederação Nacional da Indústria. Rev. e atual. – Brasília : CNI, 2018. 209 p. : il.

DIÓZ, R. Em Cuiabá, quase um terço dos imigrantes não possui emprego. Cuiabá: G1, Mato Grosso 2015. Disponível em: acesso em: 20 abr. 2019.

ÉSTHER, Angelo Brigato. Relações de trabalho: conceitos, instâncias e condicionantes. Recuperado em, v. 6, 2013.

FREIRE, Paulo Paixão A. Narrativas de imigrantes haitianos em Cuiabá: formação escolar e profissional como perspectivas de inserção social. 2017. 86 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Instituto de Educação, Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2017. Disponível em:< http://www1.ufmt.br/ufmt/unidade/userfiles/publicacoes/bf6d17c91b2ac11ff4ed3cd49bedaa25.pdf>. Acesso em: 28 abr. 2019.

GEMELLI, C. E; FRAGA, A. M; PRESTES, V. A. Produção Científica em Relações de Trabalho e Gestão de Pessoas: Análise Bibliométrica das Publicações do período 2000 – 2017. In: XI Congresso de Administração, Sociedade e Inovação, 2018, Rio de Janeiro/RJ. Anais do XI CASI – X Congresso de Administração, Sociedade e Inovação I, 2018.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6. ed. São Paulo: Atlas,

Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2019.

GUERRA, Katia; VENTURA, Miriam. Bioética, imigração e assistência à saúde: tensões e convergências sobre o direito humano à saúde no Brasil na integração regional dos países. Cadernos Saúde Coletiva, v. 25, n. 1, 2017.

GUIMARÃES, M.A.; LIRA, R.; CURVO, R.T.V., A crise civilizatória e os reflexos na migração da população negra para o Brasil e Mato Grosso. In.: Relatório estadual de direitos humanos e da terra 2017: Mato Grosso-Brasil / Organizadores: Inácio Werner, Maristela.

MORAIS, Lucas Andrade; ARAÚJO, Clebianne Vieira; ROCHA, Emanuela Cardoso. O “Trabalho Escravo” de Imigrantes Latino Americanos no Brasil Contemporâneo. Unieducar, 2010. p. 19

OLIVEIRA, Fabiana de Paula; MELLO, Fabiane Albuquerque Macedo. IMIGRAÇÃO E TRABALHO: a imigração haitiana no Brasil e os desafios para a responsabilidade social empresária. Brasil, 2018. p. 16

OLIVEIRA, Gilvan Müller; SILVA, Julia Izabelle. Quando barreiras linguísticas geram violação de direitos humanos: que políticas linguísticas o Estado brasileiro tem adotado para garantir o acesso dos imigrantes a serviços públicos básicos? Gragoatá, v. 22, n. 42, p. 131-153, 2017.

PATARRA, Neide Lopes. O Brasil: país de imigração. Revista Eletrônica de Estudos Urbanos e Regionais, n. 09, p. 6-19, 2012.

PATARRA, Neide Lopes; FERNANDES, Duval. Brasil: país de imigração. Revista Internacional em Língua Portuguesa–Migrações, v. 3, n. 24, p. 65-96, 2011.

PELLIZARI, Kelly. O jogo de poder entre os atores sociais coletivos e os imigrantes nas cidades de Cuiabá e São Paulo / Kelly Pellizari. 267 f. Belo Horizonte, 2019.

PELLIZARI, Kelly; MAZARI, Rita Eliana. Políticas de Inserção Social de Migrantes no Mercado de Trabalho Mato-Grossense: um processo em construção. Anais do Seminário em Administração PPGA/FEA/USP- SemeAd, São Paulo, 2017




DOI: http://dx.doi.org/10.21575/25254774rmsh2021vol6n11567

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Danielle Adriane Passos, kelly Pellizari

Revista Mundi Sociais e Humanidades ISSN 2525-4774

Qualis: B2 - Ensino, B4 - Interdisciplinar, B4 - Psicologia